21/08/2017 às 11h27min - Atualizada em 21/08/2017 às 11h27min

Programação da Semana Nacional do Deficiente começa nesta terça feira em Canaã dos Carajás

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Foto: Ricardo Mesquita
A Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (APAE) de Canaã dos Carajás, apesar de esquecida, está mais viva do que nunca. A instituição, que tem como objetivo cuidar de crianças e adolescentes com algum tipo de deficiência, terá intensa programação entre os dias 22 e 26. A Semana Nacional da Pessoa com Deficiência Intelectual e Múltipla trará diversas atividades promovidas pela instituição, entre elas, uma caminhada com a comunidade, um momento de beleza e até um jantar com as crianças atendidas na Feira do Produtor.
 
Todos os anos, a Federação Nacional das APAES (Fenapaes), por meio da Semana Nacional abre debates e coloca a sociedade em reflexão no dever da igualdade para inclusão. Com base no tema: “Pessoa com deficiência: direitos, necessidades e realizações”, a Fenapaes tem como objetivo quebrar tabus e vencer as barreiras da desigualdade, lutando pelos direitos das pessoas com deficiência, que têm a necessidade de apoio em diversas áreas: social, familiar, escolar, trabalhista, entre outros, para que a inclusão se torne efetiva e as pessoas com deficiência se tornem mais preparadas e amparadas diante das dificuldades da vida.
 
Neste domingo (20), a APAE promoveu uma confraternização entre os seus membros locais. As crianças atendidas e os seus pais puderam desfrutar de um agradável dia com muita piscina e um delicioso almoço. A confraternização foi o pontapé inicial para as atividades da semana.
 
Programação:
 
Terça-feira (22): Caminhada com a comunidade na avenida Wayne Cavalcante.
 
Quarta-Feira (23): Momento de beleza e apresentação na Câmara Municipal.
 
Quinta-feira (24): Tarde da Alegria na sede da APAE
 
Sábado (25): Café da manhã com os doutores da alegria e jantar no restaurante popular na Feira do Produtor.
 
 
A APAE em Canaã
 
Vivendo um dia de cada vez, a APAE local ainda não possui nenhum convênio com a Prefeitura Municipal. Durante o seu tempo de existência, a instituição recebeu apenas uma emenda, por iniciativa do vereador Dionísio Coutinho. Através desta, um carro será comprado para atender as necessidades das crianças atendidas. Apesar disso, A APAE tem cerca de 90 crianças cadastradas e, de acordo com Gladis, coordenadora da instituição local, somente 20 são atendidas. Isso acontece por falta de estrutura para o total atendimento. Vale lembrar que a associação já está completamente regularizada e não falta mais nenhum documento para que um convênio seja firmado com o executivo.
 
Hoje, a APAE em Canaã conta com alguns voluntários para manter as suas atividades em pleno funcionamento, entre eles assistentes sociais e até um pediatra que se dispõe a ajudar quando alguma criança está enferma. Gladis contou à reportagem que a associação recebe doações de alguns empresários locais, mas que, por conta da crise, o volume de dinheiro caiu. O Ministério Público de Canaã também disponibiliza alguns recursos para a entidade.
 
Mesmo esquecida, a APAE sobrevive, mas precisa de olhos mais atentos do poder público. O atendimento aos excepcionais costuma ser a maior chance que estes têm para uma vida melhor e a instituição promove essa mudança com total maestria.


* Com algumas informações da apae.org.br
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »