17/08/2017 às 09h49min - Atualizada em 17/08/2017 às 09h49min

Vereadora Maria Pereira é flagrada no celular em plena sessão ordinária

Enquanto os colegas de casa discursavam, a legisladora preferia se manter atenta ao aparelho de celular; dispersão de alguns vereadores durante as sessões tem sido problema crônico

Kleysykennyson Carneiro
Foto: Kleysykennyson Carneiro
As sessões do legislativo em 2017 têm tido casa cheia. Os cidadãos canaenses têm procurado a casa de leis para acompanhar de perto as discussões, indicações e projetos em pauta no parlamento local. No entanto, nem isso tem feito alguns vereadores entenderem que durante a sessão é necessário que se tenha um comportamento adequado e respeito à fala da colega. É mais do que perceptível a distração de alguns parlamentares durante o uso da tribuna por parte dos outros vereadores. Conversas paralelas e o uso excessivo do celular tem sido marca registrada por parte destes e a vereadora Maria Pereira (PDT) foi flagrada usando o celular, completamente distraída, durante o Grande Expediente da 23ª Sessão Ordinária.
 
A pedetista não percebeu o momento da foto e continuou com a distração por vários minutos, ouvindo, inclusive, um áudio que chamou a atenção dos ocupantes das primeiras fileiras da plenária, tal era o volume do aparelho. A sessão foi uma das mais rápidas realizadas durante o ano e teve a duração de pouco mais de duas horas. Apesar disso, a legisladora não conseguiu esperar até o fim do pleito para verificar o celular.
 
Vale lembrar que a vereadora não preparou para a sessão nenhuma indicação ao executivo e nenhum projeto de lei para ser debatido e votado pela casa. Conhecida por um discurso enérgico, a ex-secretária de assistência social deu mostras de que a fala dos colegas a entediava e o celular acabou se tornando o seu único refúgio. As sessões ordinárias são a parte mais fundamental do trabalho exercido pelos parlamentares, pois é quando a prestação de contas do mandato é feita e os projetos são votados e aprovados. Portanto, é fundamental que o legislador tenha total atenção à fala do colega, pois a distração, além de uma completa falta de educação, é um total descaso com o próprio trabalho que o vereador é pago para exercer.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »