13/08/2017 às 11h51min - Atualizada em 13/08/2017 às 11h51min

Sábado em Canaã: suspeitos de assalto, Maria da Penha, blitz e morte

Com a bruxa solta, Canaã tem noite de sábado violenta

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
Fotos: Ricardo Mesquita
Canaã dos Carajás viveu uma noite violenta por suas ruas neste sábado (12). Sob o comando do tenente Guimarães, a Polícia Militar teve bastante trabalho para conter problemas com a segurança pública em toda a cidade. Em parceira com a Secretaria de Trânsito e Transporte (Settran), a Polícia Militar comandou uma fiscalização por toda a cidade na busca por veículos irregulares, com o objetivo de conter a violência e prevenir acidentes. 12 motocicletas foram apreendidas com irregularidades durante a noite e dezenas de pessoas foram abordadas, revistadas e liberadas por estarem dentro da legalidade.






 
O agente Franklin, do Settran, falou sobre a operação: “Em conjunto com a PM, o nosso papel é fazer, durante a fiscalização, aquilo que compete ao Settran. As motos que foram removidas para o pátio do órgão estavam cometendo infrações que cabiam, de fato, a remoção, como o condutor sem capacete e outras situações. O objetivo é inibir acidentes. Enquanto a PM combate o crime, nós prevenimos os acidentes. Queremos diminuir esses números, pois realmente estão muito altos; todos os dias chegam pessoas acidentadas, mutiladas por causa de veículos de duas rodas e, infelizmente, temos que tomar essa atitudes para inibir um pouco. Para retirar as motos que foram recolhidas, o procedimento é o normal a partir de quarta-feira, pois terça-feira é feriado e segunda é ponto facultativo. O proprietário deve ir ao órgão em posse dos documentos pessoais e ele será orientado sobre o que vai ser preciso fazer.”


 
A operação passou por diversos bairros da cidade. Além do centro, os bairros Maranhenses, Novo Brasil e Bela Vista receberam a fiscalização da operação. O comandante da PM também falou sobre a atuação dos órgãos na noite: “Essa operação foi deflagrada pela Polícia Militar, em parceria com o Settran. Nós sentamos e planejamos juntos a fiscalização e o objetivo principal seria a abordagem de motos com intuito de prevenir crimes. Após a abordagem, é feita toda a questão administrativa, que já fica a cargo do departamento de trânsito e o resultado foi bastante positivo.”




 
Uma dupla de moto foi presa durante a operação. Segundo eles, a moto estava em situação irregular e, quando avistaram o bloqueio, tentaram fugir. O que eles não sabiam é que as motos da Polícia Militar estavam também participando da blitz. Foram pegos e apresentados na Delegacia de Polícia também. Nenhum dos dois, apesar da fuga, estava portando armas ou entorpecentes, informou o tenente. Um dos fujões é menor de idade.




 
Maria da Penha
 
No início da noite, a guarnição da Polícia Militar fez a apreensão deste homem abaixo. De acordo com informações, ele agrediu a esposa. Após denúncia, o acusado foi encaminhado para a Delegacia de Polícia e será enquadrado na lei Maria da Penha.


 
Suspeitos de assalto presos
 
Ainda no início da noite, a Polícia Militar fez a apreensão desta dupla.


 
Os dois são acusados de praticar assaltos em Canaã, conforme explicou o tenente Guimarães: “Tivemos logo cedo esses dois elementos em uma Honda Fan de cor vermelha. Eles são acusados de praticar diversos roubos por toda a cidade e estavam portando um revólver. Também foram apresentados na Depol.”


 
Assassinato
 
Nossa equipe seguia a operação conjunta dos órgãos, quando fomos informados de um brutal assassinato ocorrido na Rua José Meneguel, esquina com a Rua da Torre. A vítima é Charles Pinto da Costa que, de acordo com informações, era morador antigo de Canaã dos Carajás. Alguns familiares estavam presentes no local e o desespero tomou conta deles. Segundo o cunhado da vítima, Charles já estava sumido de casa há três dias e só reapareceu quando já estava morto.


 
Testemunhas disseram ter ouvido vários disparos de longe. Uma multidão se aglomerou ao redor do corpo, dificultando, inclusive, o trabalho de remoção. Segundo os próprios familiares, Charles era usuário de drogas, o que levanta a suspeita de um crime por acerto de contas.


 
A vítima tinha 30 anos. Ainda de acordo com informações, Charles foi alvejado com sete disparos de uma pistola 380. Sem chances de defesa, o homem morreu na hora e, após cerca de duas horas de espera, o corpo foi removido do local. 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »