18/10/2019 às 15h21min - Atualizada em 18/10/2019 às 15h21min

Em Canaã dos Carajás, projeto minerário pode gerar mais de 1800 empregos

- Jornal In Foco
Portal Canaã
A mineradora Horizonte divulgou nesta quinta-feira (17) o estudo de pré-viabilidade do projeto de níquel e cobalto Vermelho em Canaã dos Carajás (PA). O estudo confirma que o projeto dispõe de recurso de alto teor. E, com uma vida útil da mina longa, com fonte de baixo custo de sulfato de níquel para a indústria de baterias.
 
A mineradora destacou que, os resultados econômicos e técnicos promissores do estudo apoiam o desenvolvimento do projeto na direção a um estudo de viabilidade completo. Segundo a Horizonte, o projeto níquel vermelho tem uma vida útil de 38 anos estimada gerando fluxos de caixa totais, pós-tributação, de USD 7,3 bilhões.
 
Capacidade de Produção
Com capacidade total de produção, o projeto deverá produzir em média 25.000 toneladas de níquel e 1.250 toneladas de cobalto por ano, utilizando o processo de Lixiviação Ácida de Alta Pressão.
 
Geração de emprego na ‘Terra Prometida’
Ainda, segundo a Horizonte, o projeto níquel Vermelho deve proporcionar benefícios socioeconômicos significativos para as comunidades no estado do Pará, incluindo mais de 1.800 empregos diretos na fase de construção e mais de 600 empregos durante a operação, além de programas adicionais de desenvolvimento econômico e social.
 
“Estou muito satisfeito por entregar o Estudo de Pré-Viabilidade do Projeto Vermelho de Níquel-Cobalto, que representa outro marco significativo entregue pela Empresa este ano. O Estudo agora posiciona a Horizonte como uma desenvolvedora de níquel de múltiplos ativos, com um VPL combinado acima a USD 2,5 bilhões a preços atuais do níquel nos projetos de Araguaia e Vermelho “, disse em nota o diretor executivo da Horizonte, Jeremy Martin.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »