02/10/2019 às 14h35min - Atualizada em 02/10/2019 às 14h35min

Câmara aprova convite para Janot esclarecer declaração de que teve intenção de matar Gilmar Mendes

Ex-procurador-geral da República afirmou na semana passada que, em 2017, chegou a ir ao Supremo armado com a intenção de matar o ministro. Janot não é obrigado a comparecer.

- Jornal In Foco
G1
Foto: Pablo Valadares/Câmara dos Deputados
A Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara aprovou nesta quarta-feira (2) um requerimento para ouvir o ex-procurador-geral da República Rodrigo Janot. O requerimento é um convite, o que significa que Janot não será obrigado a comparecer à comissão.
 
Na semana passada, Janot afirmou em entrevista a jornais que, em 2017, quando estava à frente da Procuradoria-Geral da República, entrou armado no Supremo Tribunal Federal (STF) com a intenção de matar o ministro Gilmar Mendes e se suicidar em seguida.
 
Ao apresentar o pedido para o convite, o deputado Delegado Pablo (PSL-AM) afirmou que a intenção é esclarecer a fala de Janot sobre a ameaça ao ministro. “Ele declarou isso em um livro, meios de comunicação. Essa casa do povo é o lugar correto para ver se há mais casos para serem apurados”, disse.
 
Na terça-feira, o presidente da CCJ Felipe Francischini (PSL-PR) afirmou que deve conversar com Janot e, em caso de concordância, marcar a reunião para ouvi-lo na semana que vem.
Também foram convidados o procurador Eduardo Pelella, ex-chefe de gabinete de Janot, e o ex-ministro José Eduardo Cardozo, que comandava o Ministério da Justiça à época em que Janot chefiava o Ministério Público.
 
Deltan Dallagnol
 
Deputados da oposição pediram que o autor do requerimento incluísse no pedido um convite ao procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava Jato em Curitiba.
O pedido, no entanto, não foi aceito pelo deputado Delegado Pablo. “Se for chamar o procurador, vamos ter que chamar dezenas de outras pessoas, e esse debate não vai ter fim. Minha ideia é concentrar no Janot”, afirmou.

Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »