06/09/2019 às 17h29min - Atualizada em 06/09/2019 às 17h29min

No Dia Nacional do Barbeiro, profissional fala sobre o ofício '‘me sinto realizado''

Essa profissão, que surgiu há mais de cinco mil anos no Egito, permanece até hoje, e é uma das mais antigas do mundo.

Beatriz Macieira - Jornal In Foco
Kécia Caroline
Pouca gente sabe, mas no dia 6 de setembro algumas regiões do Brasil comemoram o Dia Nacional do Barbeiro.  Essa profissão, que surgiu há mais de cinco mil anos no Egito, permanece até hoje, e é uma das mais antigas do mundo. 

Nesta sexta, o Jornal In foco procurou algum profissional da área para falar sobre o assunto. Conhecemos o Henrique Junior, que leva o seu ofício muito a sério e diz ser feliz com a sua profissão.



 “Quando a pessoa me procura querendo, e precisando, de uma mudança radical no visual, eu faço um corte e ele sai satisfeito.  Isso me realiza. É um trabalho da qual me dedico há muito tempo e gosto bastante do que eu faço. Acredito que trabalhar com o que se ama é um grande passo para a felicidade.”



Henrique abriu seu próprio negócio há cerca de dois meses, mas bem antes disso já trabalhava prestando suas especialidades em outros locais no município. “Entendi que poderia empreender e trabalhar para mim mesmo. Está dando certo e acredito que vai melhorar ainda mais.”

Ser um barbeiro nos dias de hoje significa muito mais do que ter um estabelecimento voltado exclusivamente para o público masculino. É necessário ampliar as perspectivas e estar atento a todos os tipos de público. O Henrique sabe disso e, como empreendedor, está levando tudo o que aprendeu à sua clientela. “Quero que o meu cliente se sinta em casa e, por isso, trabalho sempre com o melhor atendimento, os melhores preços e mais conforto para todos eles.”

Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »