13/06/2019 às 16h20min - Atualizada em 13/06/2019 às 16h20min

Defesa Civil e Vale realizaram simulado de emergência em Canaã dos Carajás

- Jornal In Foco
com informações da Defesa Civil
 
A Defesa Civil Estadual e a Vale realizaram ontem, dia 11 de junho, simulado de emergência da barragem da Mina de Sossego, no município de Canaã dos Carajás. A atividade foi uma ação preventiva, prevista em lei, com o objetivo de gerar maior conhecimento, orientar e dar segurança aos moradores que residem na região. É importante destacar que a barragem está estável e operando normalmente.
 
O simulado é um exercício para testar o funcionamento das sirenes e o deslocamento das comunidades até os locais seguros, bem como validar as rotas de fuga, pontos de encontro e a sinalização indicados no Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM) com os moradores da Zona de Autos salvamento (ZAS). A ZAS é a região a jusante da barragem, cuja distância pode ser considerada em cerca de 10km, sendo, portanto, prioritária numa emergência.
 
Legislação: O estabelecimento da realização de simulados passou a vigorar em lei a partir de 2017, com a Portaria ANM nº 70389. O exercício é uma atividade preventiva já prevista no Plano de Ação de Emergência de Barragens de Mineração (PAEBM). A atividade tem também o apoio e participação da Prefeitura Municipal de Canaã, Polícia Civil, Corpo de Bombeiros Militar e Secretarias Municipais de Meio Ambiente, Saúde e Assistência Social e Trânsito e Transporte (Setran).
 
Preparação para o simulado: No exercício simulado, as sirenes da barragem do Sossego foram acionadas em dois momentos, às 10 e às 15h. No treinamento, assim que ouviram o alarme, os moradores se dirigiram para um dos 12 pontos de encontro. “Me sinto mais preparado, porque de alguma forma se a gente ouvir a sirene tocar, já sai, já é um sinal de alerta e a gente já fica mais despreocupado”. Ismael da Silva, morador da Vila Bom Jesus.
 


Ainda como parte da preparação, no mês de maio, profissionais da Vale e do Corpo de Bombeiros visitaram os moradores de casa em casa para orientar sobre procedimentos de segurança e sensibilizar a comunidade sobre a importância da participação no simulado. “A gente fica ciente do que que a gente pode fazer para poder sair com segurança”, diz Simone dos Santos.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »