19/03/2019 às 13h49min - Atualizada em 19/03/2019 às 13h49min

Por um fio: vereador Anderson Mendes quase perde o mandato

Um levantamento feito mostra que, dos 13 vereadores, 10 faltaram a pelo menos 5 sessões em 2018, enquanto que o vereador Anderson Mendes faltou mais que a terça parte delas.

Stephanny Sousa - Jornal In Foco
No ano de 2018 foram realizadas na Câmara Municipal de Canaã dos Carajás, 42 sessões ordinárias. Segundo o Regimento Interno (R.I) da casa, o vereador que faltar a um terço delas sem justificativa, perde o mandato. Vereadores faltosos também deveriam ter desconto em folha de seus respectivos salários que não são baixos, porém isso nunca aconteceu na terra prometida.

O salário do vereador no município é superior a 7.500,00 (sete mil e quinhentos reais). Além dos honorários, os nobres edis sempre contaram com uma camionete locada e cota de combustível. No entanto os fiscalizadores, nunca foram fiscalizados. Sem ter a quem prestar contas, alguns deles nem comparecer às sessões regularmente compareceram, como mostra o oficio de resposta enviado a nossa redação, requerido por este veículo de comunicação, com base na lei 12.527/2011 (lei de acesso a informação).

Salvo pelo poder do atestado médico está o vereador Anderson Mendes PTB que, faltou a mais de 1/3 (um terço) das sessões, ao todo, foram 17 faltas e apenas 7 delas com justificativa. Reconhecido pelos colegas como o vereador mais ausente, Anderson parece não se preocupar com sua base eleitoral, muito menos com seu mandato, pois corre a boca pequena que o legislador já anunciou que não pretende mais concorrer a cargo eletivo. Talvez por isso, esteja tratando a coisa pública como a casa da mãe Joana - Desenvolvendo um mandato pífio, baseando suas ações em se projetar como socialista. Suas propostas são todas baseadas em bolsas disso e bolsas daquilo, assistencialismo barato e ausência total de projetos de leis que visem o crescimento profissional e intelectual do cidadão, bem como fiscalização do erário.

Ainda no ranking dos vereadores faltosos está o emedebista Walter Diniz que aparece com 7 faltas e somente um atestado médico, seguido dos vereadores do PHS Amintas Ferreira (6 faltas, 3 atestados), Gesiel Ribeiro (6 faltas sem justificativas), João Nunes (MDB) e Maria Pereira (PDT) ambos com 6 faltas e nenhuma justificativa.

Os demais vereadores aparecem com variação de 2 a 5 faltas, sendo o vereador Junior Garra o que menos faltou em sessão ano passado.

O Jornal In Foco também teve acesso a todos os documentos de justificativas, onde comprovam as licenças por parte de alguns vereadores e de todas as informações vinculadas nessa matéria.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »