15/03/2019 às 11h30min - Atualizada em 15/03/2019 às 11h30min

Ato em Belém marca um ano de assassinato da vereadora Marielle Franco

Marielle e o motorista Anderson Gomes foram executados em uma emboscada. Aniversário do crime mobiliza centenas de pessoas em São Brás

- Jornal In Foco
G1
G1
Centenas de pessoas participam, nesta sexta-feira (14), em Belém, do ato que marca um ano de assassinato da vereadora e ativista dos Direitos Humanos Marielle Franco, e de seu motorista, Anderson Gomes. Eles foram executados a tiros em uma emboscada no Rio De Janeiro. A manifestação, que ocorre em diversas cidades do país, cobra a resolução do crime.
 
Esta semana, dois suspeitos do crime foram presos. O policial reformado Ronnie Lessa teria atirado contra a vereadora e que o ex-militar Élcio Vieira de Queiroz dirigia o carro que perseguiu Marielle.
 
Ato em Belém marca um ano do assassinato de Marielle Franco e do motorista Anderson
 
O ato inicia a programação de "14 dias de luta por Marielle". Em Belém, a manifestação contou com com show de vários artistas em frente ao Mercado de São Brás.
 
"Para além do fato de exigir respostas para a morte da Marielle, sobre quem mandou matá-la, a ideia é que a gente resignifique o 14 de março como uma data de luta para além da esquerda e dos defensores de direitos humanos, mas para todas as pessoas que sonham com um futuro diferente para o Brasil", disse a presidente do Diretório Municipal do PSOL, Lívia Duarte.
 
Entre os artistas se apresentam esta noite estão Liége, Camila Barbalho e Cobra Venenosa e outros músicos, além de ilustradores, grafiteiros, trupe de palhaços e também artistas de outras modalidades. A programação se encerra por volta das 21h30.
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »