07/07/2017 às 10h54min - Atualizada em 07/07/2017 às 10h54min

“Jamais vamos conseguir agradar a todos” diz o prefeito Jeová em coletiva

Prefeito reúne a imprensa canaense e responde perguntas sobre a sua gestão

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
“Jamais vamos conseguir agradar a todos” diz o prefeito Jeová em coletiva
 
Prefeito reúne a imprensa canaense e responde perguntas sobre a sua gestão
 
Na tarde desta quinta-feira (06), toda a imprensa canaense se reuniu no gabinete do prefeito Jeová Andrade para uma coletiva de perguntas e respostas. Jornalistas da TV, do rádio, de sites e jornais impressos foram os convidados de honra do gestor para um bate-papo. Temas como saúde, educação, obras, cultura e até a repercussão da gestão nas redes sociais foram debatidos pelos profissionais da comunicação junto ao chefe do executivo local. Alguns secretários de governo também esteve presente: Divino Sousa, de Agricultura, Dinilson Santos, de Saúde, Erika Sobral, de Habitação, Alexânia Morais, Assistência Social, Alison Milhomem, do IDURB, Waina Andrade, das Finanças, Glaidston de Paiva, do SAAE, Roberto Andrade, da Secretaria de Governo, e ainda, Marcione Reis, de Comunicação. 
 
Jeová iniciou o ato falando sobre alguns feitos da prefeitura ao longo do primeiro semestre pós-reeleição. O prefeito ressaltou que, apesar da queda nas arrecadações e do momento de crise, Canaã é um dos únicos municípios em todo o estado que continua inaugurando obras ao longos dos meses: “Estamos em um momento difícil, mas buscando um conforto para a população de forma gradativa” disse ele.
 
Sobre o programa “Asfalta Canaã” o prefeito falou: “Tivemos avanços nos 4 anos e 6 meses do nosso mandato, quem sou eu para dizer que estamos perfeitos ou que estamos no caminho certo? Mas todos sabem do grande avanço que houve e a minha esperança e otimismo é que a gente continue avançando e no final do nosso mandato Canaã esteja 100% asfaltada” falou.
 
Segundo Jeová, a educação municipal também tem se destacado ao longo do mandato: “Hoje a nossa merenda nem é mais uma merenda, mas sim uma refeição e esta é de qualidade. Todas as nossas salas de aula são climatizadas” disse.
 
Quanto à saúde, o chefe do executivo disse que, apesar das dificuldades, os avanços são nítidos: “A nossa estrutura da saúde avançou muito, por mais que não esteja perfeito, mas quando se olha regionalmente estamos muito acima da média e recebemos pessoas de várias cidades vizinhas, pois apesar das dificuldades Canaã está acima da média do SUS. A gente teve grandes avanços na nossa medicina, o hospital foi duplicado e está melhor equipado e a nossa é meta é continuar sendo uma referência.” O secretário Dinilson Santos completou a fala do gestor: “A saúde teve uma queda, mas ainda estamos acima da média. Sempre vai ter alguém que vai demorar a ser atendido.” Quando questionado a respeito da polêmica da redução do valor dos plantões médicos, o secretário garantiu que não vai haver redução nos valores: “O custo financeiro dos profissionais continua o mesmo.” Jeová e Dinilson lembraram também da regionalização do hospital de Parauapebas: “Sem sombra de dúvidas, com essa regionalização teremos um desafogo na saúde local, pois os casos mais graves serão encaminhados para lá e isso vai nos ajudar bastante” disse o prefeito.
 
O prefeito falou ainda da necessidade de Canaã voltar a ser um município produtor e assim, se tornar sustentável: “É necessário fortalecer o campo e tornar Canaã independente da mineração, pois ela é finita e o dia em que chegar ao fim precisamos ser sustentáveis. Temos o programa PROCAMPO, que vai auxiliar o produtor local, com apoio técnico, de logística e de estrutura com as máquinas. Com certeza nossos colonos vão voltar a produzir muito.” O gestor lembrou ainda da produção de milho que aumentou 500% nos últimos anos.
 
Jeová falou do polo industrial de Canaã dos Carajás e da visita que fez há pouco tempo à sede da empresa U&M em Minas Gerais e disse que existe o interesse da empresa em se instalar no município. Quanto ao ensino superior, o prefeito garantiu que até o final do ano Canaã terá faculdade.
 
O chefe do executivo falou também sobre a sua relação com as críticas que recebe e como lida com as avaliações negativas à sua gestão nas redes sociais: “Eu, na verdade, não tenho muito acesso às redes sociais por falta de tempo. Quando chego em casa, à noite, tenho 2 mil mensagens no Whatsapp. Consigo visualizar e responder algumas, mas no Facebook eu não faço comunicação, mas eu acho uma coisa boa as redes sociais, é um meio muito importante para a comunicação instantânea. As críticas não são de hoje, já no meu primeiro mandato foram 4 anos de críticas, críticas e críticas... Tem aquela crítica construtiva e aquela outra de ‘quanto pior melhor. É uma ferramenta importante e ajuda a gente a melhorar as nossas ações. Eu respeito qualquer cidadão, qualquer crítica, a democracia permite isso” concluiu.
 
Quanto à questão da empregabilidade, Jeová falou sobre o fundo de 5% dos royalties que será destino ao microempreendedor local, o que geraria mais postos de trabalho. Ele citou também o interesse de algumas empresas em se instalar no município no polo industrial.
 
A coletiva teve a duração de pouco mais de 2 horas e, ao fim, um coquetel foi servido aos profissionais da imprensa.
 
 
 
 
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »