26/10/2018 às 16h55min - Atualizada em 26/10/2018 às 16h55min

Em alusão aos 10 anos de Conselho Municipal de Educação professores realizaram Roda de Conversa para esclarecer novo método de ensino

Projeto para escolas de tempo integral poderá ser colocado em prática em janeiro de 2019

Stephanny Sousa - Jornal In Foco
Stephanny Sousa
Seguindo a programação extensa de aniversário do Conselho Municipal de Educação, professores realizaram nesta quarta-feira (25) uma roda de conversa para discutir nova metodologia de ensino para alunos da rede pública da zona urbana e rural.

O auditório da Casa da Cultura ficou pequeno com a presença dos professores. De primeiro momento foram inscritos 60 educadores, mas houve um aumento nas inscrições resultando então em 90 inscritos, que participaram das palestras e puderam debater sobre o ensino.

Para a presidente do conselho Cleidiane Rocha é gratificante ver o entusiasmo desses professores com a aplicação da nova metodologia de ensino “A gente vê que todos estão entusiasmados, esse novo método, sociolinguístico, foi aprovado por todos, trouxe um bom resultado para as salas de aula. Antigamente era aplicado o método construtivo, porém observamos um grande número de alunos com dificuldade no aprendizado, e hoje, vemos que esse número diminuiu. Então é gratificante ver a felicidade do professor dentro da sala de aula vendo os bons resultados dos seus alunos. E hoje nos reunirmos para isso, para debater e mostrar o que tem sido aplicado em sala de aula. ”

O método sociolinguístico trata-se de uma proposta fundamentada na sociolinguística e na psicolinguística que organiza o trabalho docente com o objetivo de alfabetizar letreando parte da realidade do aluno, desenvolvendo e valorizando a sua oralidade por meio do diálogo. Trabalha conteúdo específicos da alfabetização e utiliza atividades adequadas às hipóteses dos níveis descritos na psicogênese da língua escrita. Desenvolve, ainda, a leitura de textos significativos de diferentes gêneros, interpretação e produção textual.

A programação também conta com diversos tipos de oficinas educativas, que atende tanto alunos como a comunidade em geral, que tenha interesse em conhecer o trabalho que o conselho vem desenvolvendo dentro do município.

A coordenadora e professora Ione Francisca participou da Roda de Conversa e concedeu entrevista para nossa equipe “Eu compreendo que a ação do conselho de ter esse momento foi muito louvável para nós, ter essa troca de experiência é importante porque nesse momento estamos aplicando uma nova metodologia que foi iniciada neste ano de 2018, então esse é o primeiro momento que nós professores tivemos para nos socializar e mostrar as suas práticas de ensino, suas vivências, experiências sobre o que tá dando certo e o que pode ser aprimorado, então vejo que esse diálogo é de fundamental importância para o crescimento profissional de cada um de nós. Lembrando que o conselho não é um órgão fiscalizador, por muito tempo se teve essa visão equivocada sobre ele, porém isso mudou, ele é um órgão orientador e esse papel enquanto orientador é de extrema importância para nós, porque são nesses momentos eles orientam e isso é um novo olhar dentro da escola, então vejo o conselho como um passo fundamental dentro do nosso município e quando temos um conselho atuante, os trabalhos acontecem com mais firmeza e com mais responsabilidades dentro das escolas.”

Quem também esteve presente no evento foi o Secretário de Educação Edilson Valadares que aproveitou para compartilhar a novidade de implantar o sistema de ensino integral a partir de janeiro em todas as escolas da rede municipal “Estamos sempre preocupados com a educação e buscando melhorias, um evento dessa natureza hoje é de extrema importância, hoje por exemplo os professores estão tratando do método sociolinguístico, porque nós temos que buscar alternativas para aumentar o IDEB do município, esteve muito baixo, melhoramos um pouco mas ainda muito tímido, precisamos elevar o IDEB que não é só baixo em Canaã mas como também em todo o estado. Pensando nisto, estamos trabalhando para que tenhamos futuramente escolas em tempo integral em parceria com a polícia militar e corpo de bombeiros para que a gente consiga de fato melhorar ainda mais nossa qualidade de ensino. ”

O projeto para a implantação dessas escolas ainda será submetido à análise do Conselho Municipal, da Câmara de Vereadores, Ministério Público e a sociedade em geral por meio de uma audiência pública em bairros para que todos possam entender o que é uma escola de tempo integral.  A ideia veio depois de uma visita que o prefeito Jeová Andrade e o secretário fizeram, juntamente com outros membros do governo em Palmas (TO) que já tem ensino integral em 70% de suas escolas e tem mostrado melhorias em seu IDEB.

A implantação dessa escola fará com que Canaã seja a primeira cidade do estado com esse tipo de ensino e a tornará referência na região. A previsão é que o projeto seja posto em prática em janeiro, no bairro Residencial Canaã.

Outro participante do evento foi o diretor Messias Carvalho que parabenizou a iniciativa do governo em relação as escolas integrais e a atuação da ex-presidente do conselho Professora Lira “A iniciativa da escola integral é muito importante para o município, vai ser um experimento que eu acredito que será muito positivo aos nossos alunos. Quando o governo toma uma iniciativa dessas, quer dizer que ele dá voz aos educadores, eles estão ouvindo o pedido desses profissionais, estão ouvindo as famílias, os alunos. Debates como esse é importante porque nós professores não podemos ficar sem dialetos, é o dialogo quem manda. Isso dá voz para nós educadores e faz com que eu educador adquira mais conhecimento, nós não podemos ficar em uma ilha deserta, temos sempre que buscar mais conhecimento. Quero parabenizar a atuação da professora Lira, que desempenhou um grande papel pela nossa educação, esse trabalho não pode ficar esquecido na história de Canaã dos Carajás, primeiro porque ela ama a educação e segundo porque ela tem uma história no município. Estou muito grato por poder compartilhar esse momento porque nós nos entregamos para pesquisar melhorias para a nossa educação, e como Paulo Freire diz: Não existe educação, sem pesquisa. E a pesquisa move o ser humano educador. ”
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »