24/08/2018 às 11h19min - Atualizada em 24/08/2018 às 11h19min

Denúncia: Prefeito Jeová Andrade é acusado de praticar nepotismo

A prefeitura ainda não se pronunciou sobre o caso

Redação - Jornal In Foco
Redação
Na manhã desta sexta-feira (24) uma nota foi divulgada nas redes sociais denunciando o prefeito Jeová Andrade de praticar nepotismo após ter contratado uma sobrinha para assumir o cargo de coordenadora do setor de vigilância em saúde na Secretaria Municipal de Saúde de Canaã dos Carajás (SEMSA).

A prática do nepotismo é considerada uma improbidade administrativa já que a nomeação de parentes para cargos públicos elevados é considerada privilégios tendo em vista que há pessoas mais qualificadas para o cargo no mercado de trabalho.  

De acordo com a lei e o decreto de n°7.203/2010 a nomeação de cônjuge, companheiro ou parente em linha reta colateral ou por afinidade, até o terceiro grau, inclusive, da autoridade nomeante ou de servidor da mesma pessoa jurídica, investido em cargo de direção, chefia ou assessoramento, para o exercício de cargo em comissão ou de confiança, ou ainda, de função gratificada na administração pública direta e indireta em qualquer poderes da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, compreendido o ajuste mediante designações recíprocas, viola a Constituição Federal.


Sobrinha de Jeová não aparece entre os contratados.

Ainda na nota divulgada, Jeová teria contratado a sobrinha da sua esposa. A servidora, que também é empresária não aparece na relação de funcionários da prefeitura. A equipe entrou em contato com a assessoria de comunicação pedindo uma nota de esclarecimento por parte do governo sobre o caso que esclarece que: 
 
"A Prefeitura de Canaã dos Carajás, por meio da Secretaria de Saúde, vem a público informar que as informações divulgadas não são verídicas.
Vamos aos fatos: O governo municipal abre espaço para estágios voluntários e possui, inclusive, um convênio com a instituição de ensino Unicesumar. A pessoa citada indiretamente na reportagem é enfermeira e atua na Semsa por meio de um estágio voluntário não remunerado.
Assim como ela, odontólogos, técnicos de enfermagem, técnicos em radiologia e outros profissionais são voluntários no programa de estágio.
A reportagem afirma ainda que a pessoa citada é coordenadora de vigilância em saúde do município. O cargo, no entanto, é ocupado por Douglas Pacheco, servidor concursado do município. Douglas está à frente do setor desde o ano de 2016."

 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »