22/08/2018 às 11h18min - Atualizada em 22/08/2018 às 11h18min

24ª Reunião Ordinária da 2ª Sessão Legislativa da 6ª Legislatura

Stephanny Sousa - Jornal In Foco
Câmara Municipal de Canaã dos Carajás
Como de costume todas as terças-feiras os vereadores de Canaã dos Carajás vão para a Câmara discutir melhorias para a população canaense. Dessa vez a pauta teve uma indicação e uma ordem do dia.

A indicação foi da vereadora Maria Pereira juntamente com o vereador Anderson Mendes, pedindo para o executivo a construção da Escola Municipal de Ensino Fundamental Juscelino Kubitschek da VS-58. Usando a tribuna a vereadora mostrou imagens atual da escola que está em situação emergencial e precisa passar por reparos. 

Continuando então com a sessão, o vereador e presidente da casa de leis Junior Garra fez o uso da tribuna no pequeno expediente para parabenizar a mineradora Vale sobre a decisão de fixar os trabalhadores do projeto Sossego no município. O assunto ainda é bastante comentado pelas ruas da cidade após ter sido divulgado num site de notícias e ter criado então polêmica, pois o projeto tem muitos de seus empregados residentes em Parauapebas, esses seriam obrigados a mudar para Canaã.  Além de parabenizar a atitude, o presidente da câmara também exigiu uma reunião com a mineradora para falar sobre essa mudança já que a chegada desses trabalhadores influencia na economia do município.

A sessão seguiu para a ordem do dia que pede a modificação à redação do inciso XXIV, do artigo 33 da Lei Orgânica do Município e dá outras providencias que condiz com a construção e aquisição da nova câmara do município.

Walter Diniz usou a tribuna para esclarecer a ementa “Foi aberto uma nova discussão de proposta para não só construir uma nova câmara, mas que pudesse também adquirir, ou seja, comprar um prédio para que essa câmara pudesse ter o conforto para estar recebendo nossa população. Para isso é preciso que tenha umas mudanças nas nossas leis orgânicas, porque na verdade essa lei em si, ela não dava esse direito a câmara de construir e muito menos de comprar e a proposta que está em discussão é que nós vamos fazer uma alteração no artigo que além da construção nós vamos alterar na lei orgânica também a aquisição, abrindo o procedente para que se alguém quiser vender um imóvel que preencha nossas exigências vamos estar legalizados para efetuarmos a compra dentro da lei orgânica. ” Explicou o vereador.

E para finalizar a 24° Reunião Ordinária os vereadores usaram a tribuna para a explicação pessoal. A vereadora Maria Pereira voltou a falar sobre a VS-58 apontando um grave problema de uma ponte de acesso a vila que está em péssimas condições e questiona se o governo fará alguma coisa quando alguém sofrer um acidente no local e vier a óbito. Outro problema dito pela vereadora foi a falta de água no local e pede para que os responsáveis do SAAE visitem e façam alguma coisa para solucionar o problema.

Já o vereador Anderson Mendes usou a tribuna para questionar o por que a Vale tomou essa decisão de mudar seus trabalhadores agora e por que não antes.
Então o presidente mais uma vez pediu para que pudessem marcar uma reunião com a mineradora mas ressaltou que segundas informações os ônibus que fazem o transporte desses empregados não são autorizados a fazer translado intermunicipais e sim apenas circulações urbanas, esse seria um dos motivos, porém não há confirmação do fato.

Dando continuidade nas explicações o vereador Wilson Diniz deixou claro que muitos dos problemas que Canaã passa atualmente é culpa da mineradora e não somente da gestão e bate na tecla que a chegada desses trabalhadores no município poderá não só ajudar como atrapalhar, como por exemplo o aumento dos índices de violência no município.

A vereadora Vânia Mascarenhas usou a tribuna para cobrar da Secretária de Obras mais ação no município e disse estar cansada em ver tantas indicações e licitações prontas, porém ainda não sendo realizadas. E implora para que as autoridades antes de tomarem uma ação com a população repare a situação que o município está passando dando exemplo a ação do Detran que apreendeu vários veículos irregulares das ruas agindo de acordo com a lei, porém prejudicando aos autônomos que precisam de seus veículos para sustentar a família. 

A próxima sessão será realizada na terça-feira (28) e conta com a presença de todos os munícipes.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »