30/06/2018 às 10h15min - Atualizada em 30/06/2018 às 10h15min

2ª Ação Cidadania Intersetorial chega ao Residencial Canaã.

Atila Penha - Jornal In Foco
Ricardo Mesquita
A Secretaria e Desenvolvimento Social (SEMDES) Junto a outras Secretarias e Entidades do Município realizou durante todo o dia desta sexta-feira (29) um conjunto de ações sociais para atender as necessidades da comunidade do Residencial Canaã (Casas Populares).

O projeto é uma iniciativa da SEMDES que tem como objetivo sair do prédio e atender a comunidade levando as políticas públicas e todos os serviços que são de direito da sociedade de forma mais facilitada, já é 2º ação realizada dento do município, e desta vez cerca de 900 famílias que que moram no residencial poderão estar disfrutando dos serviços oferecidos.

Vera Costa presidente da Associação de Moradores e disse que o programa e de grande importância para os moradores do local, “Nossa comunidade que cresceu bastante, com muita deficiência das famílias vulneráveis, é muito importante que esses serviços venham até o residencial. ”



O secretário Ronaldo Araújo em sua fala fortaleceu o objetivo do programa, “Nós estamos buscando parcerias dentro do município, para que possam contribuir e de certa forma estar comtemplando todo público. Está sendo muito sucessível pois a comunidade está à procura dos serviços e nosso principal objetivo aqui hoje será o recadastramento da bolsa família pela dificuldade de estar saindo daqui e indo até o prédio da assistência. ” O secretário ainda informou que caso as ações não atendam toda a população do bairro o programa estará se estendendo o programa a partir da próxima semana.



Como disse o secretário o evento levou a comunidade do bairro várias parcerias entre o poder público, estiveram no local as Secretarias de Desenvolvimento Social, Saúde, Habitação e FUNCEL além de Entidades que apoiadoras como, Lions Clube, OAB, Igreja Adventista, Corpo de Bombeiros militar de Canaã, ASMOC e o Espaço Cidadão através da Câmara Municipal que realizarão a emissão de 50 carteiras de identidades.

 
 


A Dra. Josemira Gadelha esteve no local como representante da OAB e comentou a respeito do evento e dos principais problemas que os moradores vêm enfrentando, “A OAB tem um papel social a cumprir e nós não podemos fugir disso, estamos participando de todas as ações sociais que o município realiza e própria OAB realiza ações voltadas a população carente que acontece em agosto em alusão a semana do advogado. Tem algo gritante aqui dentro do residencial que irá precisar da atuação do Ministério Público a respeito dos valores e contratos das casas do residencial. ” Segundo a Dra. Josemira disse que os moradores se queixam dos valores exorbitantes e da falta de contratos e informações passadas para a comunidade.



Fátima Gomes é moradora do local e comentou sobre algumas das necessidades que precisam ser supridas, “É muito bom, esse evento nos orienta, eu particularmente aprendi muito, por exemplo eu não sabia o que era o CRAS... Na maioria das vezes nós passamos dificuldade por falta de informação, mas eu acredito que é preciso mais apoio na área de novos empregos, meu pai dizia que não pode se dar o peixe, tem que aprender a pescar então acho que tem que trazer cursos para a capacitação dos de todos. ”


Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »