19/06/2018 às 11h11min - Atualizada em 19/06/2018 às 11h11min

Brasileiros assediam mulher com alusão à cor de seu órgão sexual e geram revolta

- Jornal In Foco
extraglobo.com
Um grupo de ao menos quatro brasileiros gravou um vídeo cantando músicas em alusão à cor do órgão sexual de uma mulher e gerou revolta nas redes sociais. Nas imagens, que começaram a repercutir nas redes sociais na tarde de sábado, os homens, vestindo camisas da seleção brasileira, cercam uma mulher loira, que aparentemente não é brasileira e nem fala português, e cantam repetidamente: "Essa é bem rosinha!". A gravação teria sido feita na Rússia, onde acontece a Copa do Mundo da Fifa.
 
Sem entender a moça sorri e em seguida é encorajada a cantar junto com o grupo, que muda o verso para um tom mais pejorativo e agressivo: "B... rosa! B... rosa!", sobre a cor do órgão sexual da mulher. O vídeo viralizou nas redes sociais e diversos usuários publicaram críticas à atitude, acusando os homens de machismo, racismo e assédio.


 
"Brasileiros assediando garota russa, aproveitam o desconhecimento dela da língua portuguesa para abusar da cordialidade. Isso tem que ser denunciado", escreveu um usuário, que compartilhou o vídeo no Twitter. Até o início da noite deste domingo as imagens já tinham quase 500 mil visualizações. Nas publicações, quase 2 mil comentários, a maioria de pessoas revoltadas com a situação: "Eu desanimo ainda mais com o nosso país vendo uma coisa dessas. Pior é que sabemos que isso não é babaquice de uma minoria, a maioria repassa achando engraçado e legal", criticou outro usuário.
 
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »