13/06/2018 às 17h30min - Atualizada em 13/06/2018 às 17h30min

Câmara aprova texto-base da MP que criou Ministério da Segurança Pública

Nova pasta, que já está funcionando desde a publicação da medida, comanda a Polícia Federal e a Polícia Rodoviária Federal. Antes de ir ao Senado, proposta poderá ser alterada pelos deputados.

Fernanda Vivas, Fernanda Calgaro e Alessandra Modzeleski, G1, Brasília - Jornal In Foco
g1.globo.com
A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (13) o texto-base da medida provisória que cria o Ministério da Segurança Pública.
 
Como a pasta foi criada por meio de medida provisória, já estava funcionando desde a data de sua publicação, em 26 de fevereiro. Para que não perca a validade, a proposta terá de ser aprovada ainda em junho pelo Senado, uma vez que precisa ser votada em até 120 dias pelo Congresso.
 
A pasta, ocupada pelo ministro Raul Jungmann, tem a atribuição de coordenar e promover a integração da segurança pública no país, em parceria com estados e municípios.
 
Até a última atualização desta reportagem, os deputados ainda analisavam sugestões de mudança no texto. Concluída esta fase, a MP seguirá para o Senado.
 
Desde a publicação da medida, o ministério passou a comandar a Polícia Federal, a Polícia Rodoviária Federal, o Departamento Penitenciário Nacional (Depen) e a Secretaria Nacional de Segurança Pública.
 
A proposta criou o Instituto Nacional de Estudos sobre Segurança Pública, a partir do desmembramento do Instituto Nacional de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea).
 
Também cabe ao ministério cuidar das políticas sobre drogas. O ministro poderá ainda, de forma excepcional, em acordo com o ministro da Defesa, solicitar militares das Forças Armadas ao presidente da República.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »