Jornal In Foco Publicidade 1200x90
27/06/2024 às 11h11min - Atualizada em 27/06/2024 às 11h11min

Polícia Federal apura crime de pornografia infantil em Marabá

Correio Carajás

A Polícia Federal cumpriu, nesta quarta-feira 26, um mandado de busca e apreensão expedido pela Justiça Federal de Marabá. A operação, de nome Custos, busca encontrar elementos que auxiliem no aprofundamento das investigações e combate de crimes relacionados ao abuso sexual infantil, notadamente o armazenamento e divulgação de arquivos com conteúdo de pornografia infantil.

As investigações tiveram início a partir de uma operação deflagrada pela Polícia Civil do Pará, no ano de 2022, em que se constatou que o investigado naquela operação participava de grupos de WhatsApp destinados à divulgação de material voltado à pornografia.

O alvo é investigado pelos crimes de armazenamento e divulgação de imagens de abuso sexual infantojuvenil, previstos no Estatuto da Criança e do Adolescente. As ações de busca foram realizadas na própria cidade de Marabá. A PF não divulga nomes de pessoas investigadas ou presas.

Prisão em Paragominas

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado – FICCO/PA, deflagrou também na manhã desta quarta-feira, operação visando o combate a facções criminosas e tráfico de drogas na cidade de Paragominas, a 400 Km de Marabá. A ação resultou na prisão em flagrante de um casal que estava na posse de material entorpecente.

Segundo os agentes da FICCO/PA, o casal, que reside na cidade de Paragominas, vinha sendo monitorado pela força integrada e ocupa posição relevante em um grupo criminoso com atuação nacional.

A ação ocorreu durante cumprimento de mandados de busca e apreensão expedidos pelo juízo estadual do Tribunal de Justiça do Pará, na cidade de Paragominas. Foram encontrados a quantidade aproximada de dois quilos de entorpecentes entre cocaína e crack, munições de calibre 12 e .40, a quantia aproximada de 15 mil reais, um veículo importado e celulares.

A investigação aponta que o casal detém uma loja na cidade de Paragominas, a qual é utilizada para a lavagem de dinheiro do tráfico. As investigações prosseguem com análise do material apreendido a fim de identificar os demais participantes do grupo.

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado – FICCO/PA é uma força-tarefa composta pela Polícia Federal, Polícia Civil do Estado do Pará e Secretaria de Administração Penitenciária, e tem por objetivo realizar uma atuação conjunta e integrada no enfrentamento ao crime organizado no estado do Pará.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Jornal In Foco Publicidade 1200x90