Jornal In Foco Publicidade 1200x90
17/06/2024 às 14h48min - Atualizada em 17/06/2024 às 14h48min

Incêndio atinge operação de Salobo, da Vale em Marabá

A produção de concentrado está suspensa até outubro. As outras operações seguem normalmente

Brasil Mineral

A Vale informa que um incêndio “atingiu parcialmente a correia transportadora na mina do Salobo, no município de Marabá (PA), sendo debelado pelas equipes de emergência sem vítimas e sem danos ambientais. O local afetado passa por avaliação e as causas do incêndio estão sendo apuradas”.

A empresa também anuncia que a produção de concentrado de cobre em Salobo está suspensa e que as avaliações preliminares indicam que a retomada deverá ocorrer até o final de outubro. As demais atividades, incluindo operações de mina e manutenção, prosseguem normalmente, segudo a Vale. Em 2020, Salobo produziu 172,7 mil t de concentrado de cobre.

Salobo é a principal operação de cobre da Vale e uma das maiores minas de cobre da América Latina, com reservas de 1.8 bilhão t e uma vida útil projetada até 2060. Recentemente foi concluída uma nova expansão, Salobo III, que incluiu a instalação de uma nova usina, que entrou em operação no primeiro trimestre de 2023 e está em fase final de ramp up, que deve ser concluído em meados de 2024. Salobo III vai adicionar, anualmente, 40 a 50 mil toneladas de cobre em concentrado, com a movimentação e processamento de 12 milhões de toneladas de minério. Para 2024, o plano de produção em Salobo prevê um volume acima de 200 mil toneladas de cobre. E nos próximos anos a produção deve se situar em torno de 210 a 250 mil t/ano.

O investimento realizado para a implantação de Salobo III foi da ordem de US$ 1,1 bilhão e trabalharam, durante a construção, quase 7 mil pessoas. A VBM considera possibilidades de expansão futura de Salobo, incluindo o prolongamento da lavra através de mineração subterrânea, de acordo com o presidente da VBM, Mark Cutifani. A empresa também já estuda a opção de implantação do projeto Salobo IV, que acrescentaria mais 30 mil t/ano de cobre contido em concentrado à capacidade do empreendimento. 

 FONTE/CRÉDITOS: Brasil Mineral


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Jornal In Foco Publicidade 1200x90