Jornal In Foco Publicidade 1200x90
14/06/2024 às 12h56min - Atualizada em 14/06/2024 às 12h56min

Canaã dos Carajás: Artesanato local ganha espaço e expressividade na Cidade Junina

Projeto Canaã Mãos que Criam estará presente nos 17 dias de programação do maior festejo junino da região

Zé Dudu
De 13 a 29 de junho, o público que visitar a programação do Canaã Cidade Junina 2024 vai poder conferir também as belezas e singularidades da produção de mulheres que trabalham a produção artesanal em Canaã dos Carajás. Ao todo, 15 artesãs locais estarão expondo e comercializando duas criações no Espaço de Eventos do Bairro Ouro Preto, por meio do projeto ‘Canaã Mãos que Criam’. Elas se revezarão no espaço que vai disponibilizar para o grande público itens de cerâmica, biojoias, laços e tiaras, camisetas, eco bags, tapetes, bolsas em couro, roupas juninas e muito mais.

Essa é a culminância das atividades do projeto ‘Canaã, Mãos que Criam’. De 22 a 26 de abril, as mulheres artesãs participaram da Oficina de Empreendedorismo no Artesanato. Foi uma oportunidade de formação para esse público, que forneceu noções sobre precificação de produtos artesanais, produção de fotos e vídeos com foco nas redes sociais, práticas de atendimento e divulgação em eventos presenciais.

Já no último dia 18 de maio, as empreendedoras envolvidas na iniciativa participaram do Encontro de Mulheres Artesãs, com a oportunidade de assistir à palestra ‘Mulheres, Arte e Amazônia’, ministrada pela Mestre em Dinâmicas Territoriais e Sociedade na Amazônia, Raíssa Ladislau.


O projeto ‘Canaã, Mãos que Criam’ nasceu da necessidade de dar destaque à produção de mulheres artesãs oriundas do Centro de Referência em Economia Solidária de Canaã dos Carajás (Cresol), bem como incentivar a profissionalização dessas trabalhadoras. “Eu acredito que o artesanato é mais do que apenas uma forma de criar arte; é também uma fonte de renda, um meio de expressão cultural e um instrumento de transformação social. Essa atividade precisa ser valorizada porque, além de movimentar a economia, também é uma forma de preservação do resgate do patrimônio cultural e ambiental da nossa cidade”, afirma Claudene Brito, idealizadora do projeto.

O projeto ‘Canaã, Mãos que Criam’ foi selecionado pelo Edital de Artesanato – Lei Paulo Gustavo 2023. O objetivo é proporcionar momentos de formação e capacitação de artesãos e artesãs de Canaã dos Carajás, além de abrir espaço para exposição e venda de suas criações.

 A participação no festival Canaã Cidade Junina conta também com o apoio do Centro de Referência em Economia Solidária de Canaã dos Carajás (Cresol) e da Prefeitura Municipal de Canaã dos Carajás, por meio da Secretária da Mulher do município e da Fundação Municipal de Cultura, Esporte e Lazer (Funcel).
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Jornal In Foco Publicidade 1200x90