Jornal In Foco Publicidade 1200x90
28/05/2024 às 14h15min - Atualizada em 28/05/2024 às 14h15min

Pelo 9º ano, Vale é reconhecida como a empresa que mais movimenta a economia paraense

Resultado do Prêmio Redes de Desenvolvimento foi divulgado durante a Fipa, maior evento da indústria do Norte

(Ascom Vale)

Pelo 9º ano, a Vale conquistou a categoria Absolutus do Prêmio Redes de Desenvolvimento, sendo reconhecida como a empresa que mais comprou em volume total de investimento no Pará nos anos de 2022 e 2023. A premiação é uma iniciativa da Federação das Indústrias do Estado do Pará (Fiepa), por meio do Programa Redes – Inovação e Sustentabilidade Econômica, que reconhece as indústrias que mais compram de fornecedores paraenses, os profissionais de compras que se destacaram e os melhores cases de desenvolvimento de fornecedores. 

Nos últimos dois anos, a Vale injetou mais de R$24 bilhões em compras no território paraense, incluindo os investimentos da Vale Metais Básicos. Em 2024, a companhia segue aquecendo a economia do Estado, priorizando fornecedores locais.

Somente no 1º trimestre, a Vale S.A. pagou R$6,8 bilhões em compras realizadas para suas operações e projetos no Pará, representando um aumento de 16% em relação ao mesmo período de 2023, quando foram registrados R$5,9 bilhões.

Do montante gasto nesse período, R$3 bilhões foram desembolsados com fornecedores estabelecidos originariamente nos municípios onde a companhia atua no Estado, um crescimento de 8% comparado ao 1º trimestre do ano passado.

Marabá respondeu por R$948 milhões em contratos; seguido de Parauapebas, com R$921 milhões; Canaã dos Carajás, com R$876 milhões; Ourilândia, com R$127 milhões; Belém, com R$90 milhões; e Curionópolis, com R$50 milhões.

Segundo o diretor de Suprimentos do Corredor Norte (PA e MA), Elberti Lopes, a contratação de fornecedores locais faz parte da estratégia da mineradora para dinamizar a economia da região e impulsionar o desenvolvimento local por meio da geração de empregos e arrecadação de tributos, como ISS e ICMS.

“O objetivo da Vale é aproximar cada vez mais potenciais fornecedores locais dos processos de compra realizados pela empresa, empreiteiras contratadas e para obras na região. Temos buscado fortalecer esse relacionamento com uma agenda periódica com fornecedores e associações comerciais, a fim de ampliar o conhecimento sobre as condições e exigências para contratação, aumentando, assim, a possibilidade de fechamento de novos negócios dentro do Estado”, afirma Elberti.

Entre essas ações estão treinamentos, atendimentos personalizados, visitas às empresas, rodadas de negócios, cadastro de novas empresas e diagnóstico de fornecedores, além de agenda periódica com as associações comerciais dos municípios.

A empresária do ramo de fornecimento de material elétrico, Erinelba Marques de Souza, participou da rodada de negócios realizada em abril pela Vale e Associação Comercial em Canaã dos Carajás.

“Achei uma excelente oportunidade de networking e de levar a nossa marca para essas empresas. Acredito que é necessário haver sempre rodadas de negócios para fortalecer o comércio local”, destacou Erinelba. A empreendedora tem duas empresas no ramo, uma em Parauapebas e outra em Canaã, que empregam atualmente 50 pessoas e fornecem para grandes compradoras.

VMB reuniu fornecedores durante maior evento da indústria do Norte

A Vale Metais Básicos (VMB), um dos dez maiores produtores de cobre das Américas, com uma base operacional concentrada no Brasil, também esteve presente na Feira das Indústrias do Pará, ocasião em que assinou um Memorando de Intenções para se tornar mantenedora da Rede Fiepa. Também durante a Fipa, a empresa, que no 1º trimestre de 2024 investiu R$462 milhões em compras no Estado, reuniu 30 fornecedores globais e 10 locais em seu 1º Supplier Summit, encontro de negócios de Metais Básicos.

Um dos fornecedores paraenses da Vale Metais Básicos que participou do evento foi Aristides José Fernandes, da Plangecon, de Parauapebas (PA), que presta serviço para a Mineração Onça Puma e para a Salobo Metais.

“Recebi o convite com orgulho por conta da história que estamos construindo ao longo dos últimos 21 anos de existência da empresa. Hoje, a minha empresa tem 1.200 empregados, mas acredito que, até o final deste ano, teremos 1.600 profissionais no total. O encontro foi um momento muito importante para todos nós”, comentou o empresário.

De acordo com o Diretor da Vale Metais Básicos Atlântico Sul, Antonio Padovezi, o evento buscou fortalecer a parceria e a colaboração entre a companhia e as empresas. “Ao promover eventos como esse, ampliamos a parceria com transparência e uma comunicação cada vez mais alinhada com os fornecedores. Compartilhamos nossos principais desafios e estratégias para encontrarmos, juntos, as melhores soluções na otimização dos processos internos, na melhoria da qualidade dos serviços fornecidos e na evolução do negócio. Mais do que fornecedoras, queremos que essas empresas sejam nossas parceiras de soluções”, afirmou ele.

Na oportunidade, os representantes das empresas tiraram dúvidas e deram contribuições nas discussões sobre as estratégias da empresa. A Komatsu, empresa que atua na área de manutenção, também esteve presente.

“Estamos honrados em participar desse momento único junto à Vale Metais Básicos. Com uma filial em Parauapebas, no Pará, temos mais de 500 funcionários alocados para dar suporte em suas operações. Seguimos investindo na região para apoiar a expansão e crescimento da Vale Metais Básicos, inclusive no desenvolvimento de profissionais, com o Programa de Imersão Komatsu, que já formou mais de 150 profissionais no Pará, e com o nosso compromisso de continuar investindo nas comunidades locais e crescendo como um parceiro preferencial do time do Metais Básicos”, comentou Ricardo Alexandre Vieira dos Santos, vice-presidente da Divisão de Mineração da Komatsu.

(Ascom Vale)


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Jornal In Foco Publicidade 1200x90