Jornal In Foco Publicidade 1200x90
07/05/2024 às 13h55min - Atualizada em 07/05/2024 às 13h55min

Bombeiros paraenses atuam no salvamento de vítimas em Porto Alegre no sul do País

Especialistas do Grupamento de Busca e Salvamento do Corpo de Bombeiros Militar do Pará (CBMPA) atuam no reencontro de vítimas e familiares delas

Ag. PA

A área central de Porto Alegre, conhecida como Cidade Baixa, foi o cenário de um dos resgates realizados pelos Bombeiros Militares do Pará, na noite da segunda-feira (6), no Rio Grande do Sul (RS). A equipe de especialistas atuou no reencontro comovente entre uma senhora, que estava desaparecida, e os familiares dela.

Já nesta terça-feira (7), os militares paraenses se deslocaram para o município de Eldorado do Sul, onde cerca de 30 mil pessoas estão desabrigadas, de acordo com levantamento da prefeitura da cidade gaúcha.

"Não vamos medir esforços para apoiar as buscas no Rio Grande do Sul, que sofre com as enchentes. Enviamos o grupamento de busca e salvamento que merece todo reconhecimento e já está em deslocamento para o município de Eldorado. Vamos continuar trabalhando para trazer mais alívio ao povo gaúcho diante desta lamentável tragédia", destacou o governador do Pará, Helder Barbalho.

AJUDA ESPECIALIZADA - Por designação do governo do Estado, uma equipe com cinco especialistas do Grupamento de Busca e Salvamento, do Corpo de Bombeiros Militar do Pará levou ajuda civil-militar à população do Rio Grande do Sul, afetada, desde a última segunda (29), por chuvas extremas e enchentes. O grupo viajou na tarde da última sexta-feira, 3.

Foto: DivulgaçãoNa ocasião, o governador do Pará ressaltou que a tropa especializada tem a missão de somar nas ações de resgate para salvar vidas, que é o foco deste momento. A atuação integrada é dialogada junto ao Conselho Nacional dos Corpos de Bombeiros Militares do Brasil (Ligabom) e ao gabinete de crise no Rio Grande do Sul.

O planejamento inicial é que a equipe atue na área por uma semana, prazo que pode ser estendido, após futura reavaliação do cenário. 

DESASTRE NATURAL - A forte chuva que atingiu o Rio Grande do Sul afetou 388 dos 497 municípios do Estado e causou dezenas de mortes. O desastre climático ainda afetou o fornecimento de água tratada e de energia elétrica em centenas de milhares de imóveis. A chuva também levou o Guaíba ao maior nível já registrado.

Texto de Aycha Nunes


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »
Jornal In Foco Publicidade 1200x90