11/06/2017 às 17h24min - Atualizada em 11/06/2017 às 17h24min

Aberta a temporada de queimadas em Canaã?

Focos de incêndio em vários pontos da cidades neste domingo repetem a triste história dos últimos anos

Kleysykennyson Carneiro - Jornal In Foco
No início da tarde deste domingo, 11, uma densa fumaça cobriu a cidade, em especial alguns bairros como o Novo Brasil e o Jardim Bela Vista. As cinzas desciam dos céus e caíam sob as residências. É aí que acontece o inevitável: olhos vermelhos, respiração prejudicada e uma mancha infeliz na nossa história: Canaã é uma das 5 cidades com mais focos de queimada em todo o estado do Pará. E a pergunta que fica é sempre a seguinte: até quando?
 
De acordo com a Lei Federal 9.605/98, no artigo 54, “é crime causar poluição, de qualquer natureza, em níveis que possam resultar em danos para a saúde das pessoas, ou ainda que provoque a morte de outros animais ou a destruição da flora. A lei prevê uma pena de 1 a 4 anos, e multa. Caso o crime seja considerado culposo (ou seja, a pessoa poluiu sem que tivesse a intenção deliberada de poluir), a pena será a detenção, de seis meses a um ano, e multa. Igualmente, provocar a queima, por ato de vandalismo ou com finalidade econômica, gerando poluição, também é crime. Por outro lado, provocar incêndio é crime inafiançável, segundo o artigo 250 do código penal.
 
O que acontece é que há uma cultura terrível em nosso município de se “queimar para se livrar”, seja lixo ou mato. Em plena avenida Weyne Cavalcante, pelo menos 2 focos de incêndio foram flagrados pela nossa equipe. Um deles chamou bastante atenção por estar localizado logo atrás de um posto de combustível, pondo em risco o maquinário e a vida dos funcionários e também da vizinhança.
 
O maior de todos os incêndios dessa tarde aconteceu na serra que se estende por trás do bairro Novo Brasil. O barulho das chamas consumindo a mata podia ser ouvido de longe, tal era a ferocidade do fogo. Uma equipe particular foi acionada pela Vale para conter as chamas, já que as guarnições da cidade não estiveram presentes. A mineradora, receosa de que as chamas consumissem os alojamentos localizados ao pé da serra, convocou a equipe, que estava em serviço no projeto S11D, para apagar o incêndio e evitar que maiores transtornos acontecessem. Somente 4 bombeiros compunham a equipe, mas com bravura conseguiram dominar o fogo, por volta das 16 horas.
 
Fica cada vez mais evidente que se o município tivesse uma equipe preparada para casos assim, que respondesse de imediato ao chamado da população, focos de incêndio, como os da tarde de domingo, não teriam, nem de longe, toda a amplitude que acabam ganhando. Quase 1/4 do morro foi absorvido pelas chamas durante a tarde e se apenas 4 bombeiros conseguiram controlar as labaredas, fica evidente que se uma equipe maior, de fato existisse na cidade, danos gigantescos poderiam ser evitados. A conta acaba ficando para a população pagar com a própria saúde e as perguntas que pairam no ar são sempre as mesmas, ano após ano: está aberta a temporada de queimadas em Canaã? Até quando?
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »