24/04/2018 às 13h36min - Atualizada em 24/04/2018 às 13h36min

Agência dos Correios permanece fechada em Canaã dos Carajás

Irregularidade no atendimento tem incomodado a população

Vinícius de Paula - Jornal In Foco
Ricardo Mesquita
Desde o assalto que aconteceu na agência dos Correios de Canaã dos Carajás, no dia 4 abril, o local ainda não retornou com todas as atividades, mesmo passado 20 dias após o crime.

Logo na porta de acesso ao estabelecimento um aviso fixado informa que devido assalto, o local se encontra fechado e que não há previsão para a reabertura.
As cartas e encomendas estão sendo entregues à população desde o dia 17. Porém, muitos têm ido até local,e se queixam por não conseguirem fazer a retirada das encomendas. Inclusive, moradores de bairros que normalmente já não recebia suas correspondências em casa, e sempre foram buscar na unidade.


Foto: Muitas pessoas têm ido até local,e se queixam por não conseguirem fazer a retirada das encomendas.

 É o caso do Sr. Almeida, ele diz estar avários dias tentando retirar uma encomenda, mas sem sucesso, “eu comprei uma encomenda já têm 20 dias que paguei, já chegou aqui, mas falaram que não farão entrega para lá”. Outros reclamaram do mesmo problema, alguns são moradores dos bairros: Cidade Nova, Santa Vitória (Motocross) e Vila dos Imigrantes.A irregularidade no atendimento também tem incomodado bastante ao Sr. José Ribamar de 65 anos, ele diz ter ido várias vezes ao local a fim de buscar sua encomenda, mas tem voltado de mãos vazias, “tem 30 dias que estou com SEDEX aqui, já vim aqui e o gerente não quis me entregar”. Segundo Ribamar, falaram que a situação deles era igual à de muitos. “Eu estou andando com o documento do meu carro atrasado, se eu pegar uma multa aí quem e que vai responder, eu que vou ter que pagar”, completou.  

Hoje, dia 24, a nossa reportagem foi até a agência dos Correios e constatou que algumas entregas de encomendas estavam sendo realizadas, enquanto outras não. Além disso, no local não tem quem possa dar maiores esclarecimentos a respeito de como tem funcionado as retiradas diretamente na agência, e o porquê de uns conseguirem e outros não.

Em conversa com o promotor do Ministério Público de Canaã dos Carajás, Rui Lamim, ele informouque os Correios é uma empresa pública federal, sendo assim, só quem pode tratar do tema Correios é o Ministério Público Federal. “Não podemos tratar nada que seja federal, só estadual, ou municipal”. Ele informou que as pessoas que se sentirem prejudicadas devem acionar ao Ministério Publico Federal em Marabá, ou mesmo fazer suas reclamações diretamente na unidade dos Correios em Parauapebas, ou na ouvidoria.

O jornal In Foco pediu novas informações da assessoria dos Correios, mas até o momento não obtivemos retorno.
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »