19/04/2018 às 22h00min - Atualizada em 19/04/2018 às 22h00min

IV ENCONTRO NACIONAL DO MOVIMENTO DE MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS.

O GRUPO DE MÃE DE CANAÃ DOS CARAJÁS MARCOU PRESENÇA NO ENCONTRO.

Luana Lourinho - Jornal In Foco
Luana Lourinho
  
Aconteceu nos dias 13, 14 e 15 de Abril, o IV ENCONTRO NACIONAL DO MOVIMENTO DE MÃES QUE ORAM PELOS FILHOS, em Cachoeira Paulista/SP – na Canção Nova. Várias mulheres / mães do Brasil inteiro estiveram reunidas em oração para mais esse encontro que começou com a Santa Missa celebrada por Dom Orani Tempesta, bispo da cidade do Rio de Janeiro e outros padres que também se faziam presentes. No Santuário do Pai das Misericórdias que estava repleto de mães ansiosas por dar início a esse encontro que para muitas poderia significar a salvação, a redenção de seus filhos.
  
 
Foto: Grupo de Canaã chegando em Aparecida SP.                                Foto: Canção Nova.

O encontro teve como Tema: Filho, eu te digo, levanta-te!! E foi nesse contexto que a Fundadora Nacional e Internacional Ângela Abdo iniciou sua pregação, solicitando um jejum de silêncio pelo sofrimento das mães da Síria, mães que sofrem os horrores da guerra e que muitas são obrigadas a conviver com o medo e a violência, e a incerteza se seus filhos irão sobreviver a tanto horror.

Ângela, fala sobre a dificuldade de se criar um filho em um mundo tão globalizado e cheio de facilidades tecnológicas que invadem os lares e onde os jovens são seus principais usurários. Esse novo mundo voltado para a “relatividade” de todos os assuntos, que vão desde o comportamento dentro de uma missa até as liberdades sexuais, nos chama a atenção para o mundo do “tudo pode”, onde os valores estão sendo invertidos, onde as pessoas vivem de aparências e a superficialidade é característica da nova geração.

Os jovens são os mais conectados a rede internacional e sabem de tudo e de todos os assuntos, mas nunca os jovens foram tão solitários e com vários transtornos de personalidade, carências afetivas, depressão e pânico. Os jovens conhecem muito de seus direitos e conhecem muito pouco dos seus deveres, com essa incapacidade de lidar com as frustrações geramos filhos “autoritários” em casa e na sociedade.

 O Movimento de Mães que Oram pelos Filhos, na figura de Ângela Abdo e do Coordenador Espiritual Padre Anderson Gomes nos convidam a aplicar nossa autoridade de mães diante dos nossos filhos, que as regras familiares voltem a ser o ponto de equilíbrio dentro das famílias, o padre diz “que as mães têm autoridade espiritual sobre os filhos”, “que nossos filhos estão no mundo, mas eles não são mundo” e encerra fazendo uma belíssima oração pedindo a intercessão do Espírito Santo pela conversão de todos os nossos filhos e pela transformação das comunidades católicas, pela restauração das famílias pelo poder da oração, e termina sua pregação com a linda frase “Meu filho está no mundo, mas não pertence ao mundo, meu filho é consagrado a Deus”.

Caravanas do Brasil inteiro estiveram neste fim de semana na Canção Nova, um batalhão de mães unidas em oração por seus e por suas famílias, tive a imensa oportunidade de ouvir relatos de mães que tiveram a vida de seus filhos transformados depois que começaram a freqüentar os grupos, filhos que viviam nas drogas, dependências de álcool, até curas de doenças e essas mães puderam verbalizar a sua fé através do seu testemunho.
Padre Adriano Zandoná, reitera nesse encontro falando do poder de oração das mães, ele mesma conta seu testemunho de cura e conversão através da oração de sua mãe. Ele fala do dom natural de educar os filhos, e cita Provérbio 14-1 “A mulher sábia edifica sua casa, enquanto que a insensata tem o poder de derrubá-la com as suas próprias mãos”, Pe. Adriano cita o documento do Papa João Paulo II, MULIERIS DIGNITATEM que diz  “que a vocação da mulher se realiza em plenitude, a hora em que a mulher adquire no mundo uma influência, um alcance, um poder jamais alcançados até agora. Por isso, no momento em que a humanidade conhece uma mudança tão profunda, as mulheres iluminadas do espírito do Evangelho tanto podem ajudar para que a humanidade não decaia.

É neste espírito de dignidade e oração, que o grupo de Mães que Oram pelos Filhos se fez presente neste encontro e juntamente com a caravana de mães de Marabá saíram em busca de conhecimento e espiritualidade, para que mais grupos possam acontecer na nossa região e nas comunidades católicas de Canaã.
  

Foto: Padre Anderson Gomes.                                                                 Foto: Santuário Pai das Misericórdia

O grupo se reúne todas as sextas feiras às 19h30, na Igreja Matriz São Pedro e São Paulo,  venha partilhar sua experiência materna em oração pelos seus filhos e pelos filhos da igreja.
 
Luana Carla Lourinho
Coordenadora de Grupo.
 
     
Link
Tags »
Notícias Relacionadas »
Comentários »