31/10/2022 às 16h07min - Atualizada em 31/10/2022 às 16h07min

Nove cidades do Pará registraram crimes eleitorais

Ao todo foram 29 ocorrências de ilicitudes, mas não houve prisões.

dol
 

O segundo turno das eleições presidenciais, deste último domingo (30), ocorreram com normalidade em todo estado do Pará, é o que informou o relatório divulgado pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup), sobre a Operação Eleições 2022. 

 

Durante a operação foram empregados mais de 8 mil  agentes de segurança pública que reforçam o policiamento nas principais vias das cidades, em torno dos locais de votação, no atendimento nas Delegacias, além do monitoramento nos Centros Integrados. Cerca de 1.878 agentes atuaram na Região Metropolitana de Belém, enquanto 6.654 reforçaram nas demais cidades do Pará.   

Desde o início do pleito eleitoral até às 19h foram registrados 29 procedimentos policiais pela Polícia Civil, os quais foram configurados como crimes eleitorais. Dentre eles estão: propaganda eleitoral irregular, boca de urna e quebra de sigilo do voto, que foram computados em municípios como Eldorado do Carajás, Tucuruí, Novo Repartimento, Tailândia e Porto de Moz, Parauapebas, Capanema, Placas e Terra Alta. Não houve prisões por crimes eleitorais registradas dentro da operação. O Departamento de Trânsito do Estado, atuou nas vias, garantindo a fluidez do trânsito e não registrou nenhum crime ou acidente nas vias.  

LEIA TAMBÉM:

Governo do Estado entrega 142 novas viaturas à PM

Operação cumpre mandados de prisão na Grande Belém

Toda a ação executada pelos órgãos foi monitorada pelos Centros Integrados de Comando e Controle Estadual e Regionais, instalados em Belém e em 13 municípios do interior, de onde todas as ocorrências foram gerenciadas pelos pontos focais, com articulação da Segup.

Assim como no primeiro turno, os centros instalados nos municípios do interior foram ativados para monitoramento das ações e transmitiram informações ao comando estadual, por meio do sistema de monitoramento alimentado com os dados de cada região, o Centro Integrado do Estado repassa as informações ao CICC nacional pelo sistema Córtex.

O secretário de Segurança Pública, Ualame Machado, destacou as atividades executadas durante esta fase do pleito eleitoral. "Nós estamos atuando na 'Operação Eleições' com 14 centros Integrados de Comando e Controle por todo o Estado do Pará. Aqui, em Belém, centralizamos as ações nesta operação que reuniu mais de 8 mil agentes estaduais que atuaram de forma integrada com órgãos federais e municipais. Tudo foi pensando para que o pleito ocorresse dentro do esperado e que o cidadão exercesse o seu direito de voto com segurança. Nós acompanhamos, do início ao fim da votação, todas as ocorrências que, em relação ao primeiro turno, foi de muita tranquilidade tanto nas ruas quanto dentro das seções e agora acompanhamos as apurações, bem como teremos ações de segurança em torno dos pontos onde os eleitores se concentrarem para comemorar a vitória do seu candidato", pontuou o titular.

Por meio das câmeras do Centro Integrado de Operações (Ciop), o videomonitoramento foi realizado no CICC, em tempo real dos principais corredores de veículos e pessoas, além dos principais locais de votação na RMB e interior, utilizando quase mil câmeras em todo o estado. 


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »