05/03/2018 às 13h47min - Atualizada em 05/03/2018 às 13h47min

Em Canaã, jovem é assassinado ao tentar proteger namorada de um estupro

Marcos Amaral morreu na hora e o criminoso conseguiu fugir. Polícia investiga o crime

- Jornal In Foco
Foto: Reprodução Facebook
O Facebook de Marcos Amaral, de apenas 20 anos, está cheio de mensagens de amigos lamentando a trágica e precoce morte do jovem no domingo (4). Marcos dormia na casa da namorada na madrugada de domingo quando teve o sono interrompido pelos gritos da jovem. Um homem invadiu a casa, segurou a moça, a ameaçou e tentou estupra-la. Tomado pelo instinto, Marcos correu para defende-la.
 
Falando sobre o caso, o investigador Roberto deu mais detalhes sobre o crime: “A jovem morava com a mãe. Por volta da meia noite, ela ficou sozinha, pois a mãe saiu de casa. Um homem percebeu isso e entrou na casa. A jovem estava no seu quarto quando ele entrou. Ela ainda ouviu os passos dele no lado de dentro. Ele entrou no quarto, agarrou a moça, a ameaçou e pediu que ela o beijasse. O Marcos acordou e correu para proteger a namorada. A jovem conseguiu correr, mas o criminoso esfaqueou o Marcos algumas vezes. Ele veio a óbito imediatamente no local.”
 
Roberto falou sobre o fato do jovem ter reagido ao crime: “Ela já era namorada dele há algum tempo. Os dois estavam até pensando em se casar. Quando viu uma situação daquela, de ameaça de estupro, ele não pensou duas vezes e foi defender ela. Acho que qualquer homem faria o mesmo. O lugar estava escuro e não deu para perceber que o outro estava armado. Devido a tudo isso, talvez o rapaz tenha agido dessa maneira irracional. Ninguém pode reagir a um crime, mas em uma situação dessas é complicado, a defesa é natural.”
 
Depois de assassinar brutalmente Marcos, o criminoso fugiu do local. O investigador explicou que as investigações já estão acontecendo e que a Polícia acredita que o assassino seja alguém que more próximo ao local do crime. Ainda segundo Roberto, o fato de o bairro ser mais afastado do centro e não se ter acesso à câmeras de segurança, acaba dificultando o trabalho de elucidação.
 
De acordo com os dados da Polícia Civil, este é o quinto homicídio que acontece em Canaã só em 2018. Ao todo, três crimes já foram solucionados e um está em fase final de investigação.
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »