04/03/2018 às 14h21min - Atualizada em 04/03/2018 às 14h21min

2ª Trilha do Níquel acontece em Canaã

Vindos de toda a região, cerca de 100 atletas competiram em diversas modalidades. Evento de mountain bike foi sucesso de público e crítica

- Jornal In Foco
Fotos: Ricardo Mesquita e Breno Nygga
O domingo (4) não foi de nenhum descanso para cerca de 100 atletas de várias cidades de toda a região. Já nas primeiras horas da manhã, os destemidos e motivados competidores de mountain bike se concentravam em frente a Canaã Bike Shop para um café da manhã reforçado, um bom papo com os amigos e a elaboração de estratégias para vencer o circuito duríssimo que estava por vir. Devidamente abastecidos e organizados, os atletas partiram em direção ao complexo empresarial de Canaã dos Carajás.
 
As modernas bicicletas chamavam a atenção dos populares nas ruas de Canaã. Muita gente parou para registrar o momento em que os ciclistas passavam em frente as suas casas. O local escolhido para a largada da segunda edição da Trilha do Níquel fica localizado cerca de cinco quilômetros depois do polo empresarial.

 


Sem conseguir esconder a ansiedade, todos os atletas se aglomeraram na estreita trilha para a autorização da largada oficial. Ao todo, os competidores se dividiram em nove categorias. Entre elas, elite masculina e feminina, master, mamute, estreantes locais e até mesmo a categoria mirim. As trilhas foram divididas entre os percursos de 15, 30, 45 e 60 quilômetros, de acordo com cada categoria. A largada oficial aconteceu pouco antes das 9 da manhã e muitos competidores já partiam a toda a velocidade para garantir desde cedo as primeiras colocações na corrida.


 
Sem temer a poeira, a lama e alguns obstáculos na trilha, os bravos atletas ainda arriscaram algumas manobras. Durante o percurso, quem competiu teve também a oportunidade de se maravilhar com a vista para um lago. Já quem não competiu, torceu por seu ciclista em um empolgado coro ao lado do pódio para esperar os guerreiros do mountain bike completarem a prova. Durante o tempo de espera, muita gente aproveitou para se deliciar com um maravilhoso churrasco e bebidas geladas.


 
Depois de quase duas horas de prova, Thiago Henrique, competidor que veio de Tucumã, chegou em primeiro lugar na categoria mamute: “Eu gostaria de agradecer a Deus pela oportunidade de estar aqui com os amigos e podendo competir. Esse percurso, para nós que não temos tanto costume é bem complicado. Mas segurei um pouquinho o ritmo e na hora certa, na chegada, consegui dar um sprint final e vencer a prova. A concorrência é pesada, inclusive o que ficou em segundo lugar é um rapaz bruto. Já havíamos disputado a prova lá em Parauapebas e aqui consegui ficar em primeiro de novo. O rapaz é bem veloz, mas consegui, com muito trabalho, conquistar esse título.”
 
Campeão da categoria mirim, Artur Borges, de 12 anos, mostrou que para ser campeão e se dedicar ao esporte não há idade certa: “Eu consegui deixar o pessoal que competia comigo para trás. Na última vez que vi eles foi depois da largada e depois já cheguei aqui para a vitória. Foi bem cansativo, mas foi bem emocionante também. As comemorações vão acontecer aqui hoje o dia todo e devem continuar amanhã também.”


 
Francisco Muniz, campeão da categoria iniciante de Canaã, falou sobre a sua vitória: “A trilha é boa, mas bastante difícil e cheia de obstáculos. Ela é bem complicada e requer muita técnica para conseguir completa-la. A vida inteira pratiquei esse esporte, mas de sete anos para cá decidi me dedicar mais e agora estou aqui vencendo uma prova. Isso é ótimo, sem falar na saúde, pois o esporte é vida.”
 
Organizador do evento, Rogério Aroldo, não mediu esforços para fazer um bom trabalho: “Já é de praxe pro ciclista: domingo de manhã combina com o pedal. Não tem descanso! Sete da manhã no domingo já é tarde. A turma veio de longe, de Tucumã, Parauapebas, Xinguara, Redenção, Ourilândia, Tucuruí e é sucesso total. Felizmente, não tivemos nenhum incidente grave, alguns chegaram a se perder na trilha, por não conhecer o percurso, mas tudo tranquilo. Tivemos o apoio da imprensa e de alguns empresários locais. Isso ajuda a evoluir o esporte na cidade.”


 
Segundo Rogério, essa é apenas a segunda edição de muitas que ainda virão a acontecer na cidade. A previsão é que a cada seis meses a Trilha do Níquel reúna atletas para a acirrada disputa. Com o total sucesso desta edição, a certeza que fica é que a contagem regressiva para a próxima trilha já começa a acontecer.

Confira o resultado final da II Trilha do Níquel

Resultado oficial 

Elite Masculino 
1. Luciano - Tucurui
2. Eduardo - Xinguara
3. Vitor Firmino - Xinguara 
4. Jeff - Xingura
5. Rafael Matos - Xinguara 



Master Masculino 
1. Oldair - marabá 
2. Ezequias - marabá 
3. Henrique - Tucumã
4. Jeiser - Parauapebas 
5. Amilson - Tucurui



Elite feminino 
1. Vanderléia - Ourilândia 
2. Débora - CANAà
3. Ana Cleude - Parauapebas 
4. Thuany - PARAUAPEB 
5. Beatriz - BELÉM 



Mamute 90kg
1. Thiago - Tucumã
2. Erick - marabá 
3. Rodinei - CANAà
4. Sebastião Carlos - Parauapebas 
5. Arinaldo - Parauapebas 

Esporte Masculino 
1. Webert - CANAà
2. Wanderson - Parauapebas 
3. Calebe - CANAà
4. Fael - CANAà
5. Emivaldo - CANAà

Esporte feminino 
1. Silviane - Parauapebas 
2. Ednar - PARAUAPEB 
3. Alice - Parauapebas 
4. Andressa - marabá 
5. Gabriela - Ourilândia 

Estreante Masculino CANAà
1. Fco. Muniz 
2. Romys
3. Bruno 
4. Geovanny 
5. Nadão 



Estreante Feminino CANAà
1. Débora 
2. Flavia
3. Laura - Parauapebas 
4. Anachára 
5. Vanda Lucia 

Mirim 12 anos Masculino 
1. Artur - Tucuma 
2. André Vitor - Parauapebas 
3. João Paulo - Ourilândia 
4. Italo - CANAà
5. Jonas Haroldo - CANAÃ

Confira AQUI TODAS AS FOTOS DO DIA
 
 
Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »