03/10/2022 às 09h02min - Atualizada em 03/10/2022 às 09h02min

Polícia flagra mais de 30 irregularidades eleitorais no Pará

De acordo com dados dos Centros Integrados de Comando e Controle Estadual e Regionais, instalados em Belém e em 13 municípios do interior do Estado, já foram registradas 37 ocorrências durante a Operação Eleições 2022

dol
 

Uma grande força tarefa foi montada para garantir tranquilidade e segurança no pleito deste ano em todo o Estado. E os órgãos e agentes de segurança estão atuando em todo o período de votação por meio da “Operação Eleições 2022", que é coordenada pela Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social (Segup).

Os trabalhos iniciaram por volta das 7h deste domingo (02), na Região Metropolitana de Belém e interior do estado. Toda a operação está sendo monitorada pelos Centros Integrados de Comando e Controle Estadual e Regionais, instalados em Belém e em 13 municípios do interior do estado. 

Ocorrências

De acordo com os dados de monitoramento, 37 ocorrências foram registradas pela Polícia Civil no interior do estado até às 13h deste domingo (02), dentre elas estão: descarte de material de propaganda (santinho) de candidato em via pública, compra de votos, transporte irregular de eleitores, promoção de comício após horário autorizado, nos municípios de Senador José Porfirio,  Ponta de Pedras, Oriximiná, Capitão Poço, Bragança, Parauapebas, Tucuruí, Vigia, Ourilândia do Norte e Uruará, Castanhal, Bannach, Tomé-Açu; além de uma apreensão de R$29.850,00 em espécie e material de campanha, em Santa Maria do Pará.

Ananindeua: homem é preso por panfletagem e compra de votos

A Polícia Federal registrou, até o momento, quatro ocorrências envolvendo compra de votos e descarte de material de propaganda eleitoral nos municípios de Belém, Ananindeua, Santarém e Altamira. Todos os envolvidos foram conduzidos às unidades policiais, onde foram registrados os Termos Circunstanciados de Ocorrência (TCO), e após os procedimentos serem concretizados, as pessoas foram liberadas. 

Lei Seca 

Na última quarta-feira (28), foi publicada uma  portaria estabelecendo as fiscalizações da Lei Seca em todo o Estado durante as eleições de 2022. A medida proíbe, em todo o território estadual, a venda e o fornecimento, ainda que gratuito, de bebidas alcoólicas por bares, restaurantes, lanchonetes, trailers, quiosques, boates e outros estabelecimentos comerciais e similares, bem como por vendedores ambulantes, no período compreendido entre 00h e 18h no dias 02. Até o momento, foram fiscalizados 39 estabelecimentos, sem aplicação de procedimentos administrativos.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »