30/09/2022 às 08h25min - Atualizada em 30/09/2022 às 08h25min

Semob determina frota completa de ônibus no domingo

Medida encaminhada ao Setransbel visa facilitar o deslocamento dos eleitores até os locais de votação. No País, muitas cidades vão adotar a gratuidade no dia 2 de outubro.

dol
 

Em resposta a um questionamento do DIÁRIO DO PARÁ e do DOL, a Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (Semob) informou que determinou às empresas que no domingo (2), dia da realização do 1º turno das eleições 2022, seja adotada, no período de 7h às 17 horas, a totalidade da frota em operação, em todas as linhas de ônibus que atendem a Belém e região metropolitana.

“A medida é necessária para garantir que o eleitor chegue ao seu local de votação com tranquilidade”, justificou o órgão em nota.

A Semob comunicou ainda que ainda no domingo, visando maior segurança viária, o trânsito na rua João Diogo, no trecho entre a travessa São Francisco e avenida 16 de Novembro, local da sede do Tribunal Regional Eleitoral do Pará (TRE-PA), ficará temporariamente interditado, a partir das 6h.

Os itinerários das linhas de ônibus que trafegam no trecho interditado serão desviados temporariamente da seguinte forma: rua João Diogo, Trav. São Pedro, rua Avertano Rocha, Av. 16 de Novembro, a destino.

Já o Sindicato das Empresas de Transporte Rodoviário da capital (Setransbel) reforçou que no domingo, diferente do que ocorre especificamente neste dia da semana, quando a frota dos ônibus que atendem a região metropolitana é bastante reduzida, o transporte público transcorrerá normalmente, com a adequação necessária, para que a população se desloque e exerça seu direito ao voto.

“O Setransbel, na condição de representante das empresas operadoras de Belém e RMB, esclarece que está sempre atento à demanda de passageiros de cada linha que roda em Belém. Para se ter uma ideia, são transportados em média 12 milhões de passageiros por mês”, informou.

Em várias cidades do País o transporte urbano neste domingo será gratuito. Entre as capitais, Manaus (AM) e Rio de Janeiro (RJ) se anteciparam e determinaram a catraca livre no dia da eleição para facilitar o deslocamento do eleitor e como forma também de diminuir a abstenção ao voto. 

Em Porto Alegre (RS), a Defensoria Pública ingressou com ação civil para garantir a gratuidade nos ônibus neste domingo. Já a  Rede Sustentabilidade ajuizou arguição de descumprimento de preceito fundamental no Supremo Tribunal Federal pedindo que a corte determine a gratuidade do transporte público municipal e a manutenção das frotas de ônibus em todas as cidades do país no domingo.


Link
Notícias Relacionadas »
Comentários »